Eles mataram Lorena Luiza com golpes de barra de ferro

Adolescente foi morta a golpes de barra de ferro.Suspeitos envolvidos no caso Lorena confessaram a crueldade do crime.

Na tarde desta segunda-feira (19), a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSPMA)
apresentou os suspeitos da brutal morte da adolescente Lorena Luíza da Silva Furtado, de 16 anos, em maio de 2017.
Os suspeitos envolvidos no caso foram identicados como Paulo Cardoso, Adjardson Magalhães, Ronald Freitas, Whalison Santos e Márcio Serejo.
Eles relataram à polícia, que mataram a adolescente com golpes de uma barra de ferro e depois enterraram o corpo dela.
A garota estava desaparecida desde o dia 06 de mais do ano passado, após sair de casa para ir a uma festa.
Na última sexta-feira (9), uma ossada foi encontrada, pela Polícia Civil, em matagal no bairro Luiz Fernando, em Paço do Lumia.


Líder de facção deu “ordem do crime”
De acordo com informações da SSP-MA, o chefe da facção Bonde dos 40, Hirlan Mesquita,foi preso também por supostamente ter dado a ordem para matar a garota. Há a participação de adolescentes no crime.
Entenda o caso
A adolescente Lorena da Silva Furtado, de 16 anos,foi para uma casa de show na Estrada de Ribamar, no dia 6 de maio do ano passado.

De acordo com a família, a jovem saiu por volta das 19h, sozinha, e chegou a ligar para o pai 7,de madrugada,e às 10h para ele.No período da tarde,entrou em contato com a ex-sogra,a,após isto,

nunca mais fez contato com ninguém. As ligações foram feitas através do celular de uma amiga.

Desde o início, a família descartou a hipótese de sumiço voluntário. Amigos e parentes passaram a se manifestar nas redes sociais no intuito de descobrir o que teria acontecido à jovem.

Fonte : Aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *